Projecto

Projecto

«AGOSTO AZUL» –  O DESLUMBRAMENTO DO SUL, O PRAZER DA VIAGEM 

Autoria – Instituto de Cultura Ibero-Atlântica, associação cultural sem fins lucrativos, pessoa colectiva de utilidade pública

Direcção científica – Maria da Graça M. Ventura

Projecto apresentado publicamente em 27.03.2007, em Portimão e reformulado em reunião de projecto no dia 29 de Setembro de 2007 

Justificação

Em 1925 um presidente da República de Portugal, nascido em Portimão, em 1860 (Manuel Teixeira Gomes), desencantado com o curso político do seu país, remeteu-se a um exílio voluntário em Bejaia (Argélia) onde faleceu em 1941. Formado na austeridade do Seminário de Coimbra, fascinado pela vida boémia na cidade do Porto, o prazer da viagem, da aventura, atraiu-o para o Sul. Do negócio do Norte ao ócio do Sul, este comerciante de frutos secos, diplomata e escritor, construiu uma vida de exílio constante. Sempre fora, desde os 10 anos de idade, indo e vindo ao sabor do negócio e do ócio, passou pela política convivendo com dificuldade com a intolerância e a ignomínia. Resignou do cargo de Presidente da República para, de imediato, retomar o prazer da viagem no sul azul que o deslumbrava. Este projecto pretende recuperar, a partir da biografia de Manuel Teixeira Gomes, o encantamento pelo sul, o respeito pela diversidade cultural e promover o diálogo entre os povos do Mediterrâneo, configurando na sua identidade a fronteira da tolerância.  

Objectivos Gerais :

1.      Prosseguir uma concepção dinâmica do diálogo entre as culturas e os povos do Mediterrâneo Ocidental.

 2.      Compreender a herança cultural comum aos povos do Magreb e à Europa do Sul e do Ocidente peninsular.

3.      Situar o Algarve no contexto económico, social e cultural do Mediterrâneo na 1ª metade do séc. XX.

4.      Promover a divulgação dos estudos realizados.

5.      Promover a divulgação da obra de Manuel Teixeira Gomes nas escolas do Barlavento algarvio.

Objectivos Específicos:

1.      Identificar a família de Manuel Teixeira Gomes.

2.      Analisar as relações comerciais entre o Algarve e a Europa, em torno da exportação de frutos secos de José Libânio Gomes e Manuel e José Teixeira Gomes.

3.      Associar o gosto das elites europeias ao prazer da viagem no Mediterrâneo em Manuel Teixeira Gomes (1883 – 1931).

4.      Identificar os tropismos mediterrânicos na obra de Manuel Teixeira Gomes.

5.      Sistematizar os itinerários europeus e magrebinos de Manuel Teixeira Gomes até ao seu exílio em Bejaia (Argélia).

6.      Relacionar as viagens comerciais e diplomáticas de MTG com a construção do gosto expresso na arte (colecção particular – Museu do Chiado, palácio Galveias, Museu Soares dos Reis e Museu Municipal de Portimão) e na literatura.

7.      Caracterizar as relações pessoais e políticas de MTG com outros literatos e republicanos.

8.      Destacar o contributo de MTG para a participação de Portugal na 1ª Guerra Mundial.

9.      Evidenciar o papel de MTG na diplomacia portuguesa (1911-1923).

10.  Clarificar a acção política de MTG enquanto Presidente da República.

11.  Compreender as razões do desencanto de MTG com a política e os políticos portugueses na década de 20.

12.  Caracterizar as relações entre Portugal e o Magreb durante a 1ª República.

13. Divulgar os estudos realizados através da edição de uma monografia trilingue (Português/Francês/Árabe) impressa.

14. Divulgar a obra de MTG através de roteiros pedagógicos.

15.  Disponibilizar informação sistematizada sobre MTG, Portimão e o Mediterrâneo, no espaço virtual, através de um blogue e de uma página web bilingue ou trilingue. 

Conteúdos:

1.      Biografia da família.

2.      O comércio de exportação de figos de Portimão (de finais do séc. XIX a meados do séc. XX).

3.      O Mediterrâneo enquanto espaço de viagem das elites europeias.

4.      Itinerários mediterrânicos de Manuel Teixeira Gomes. 

5.       O papel de Manuel Teixeira Gomes na diplomacia portuguesa (1911-1923).

6.      A acção e o pensamento político de Manuel Teixeira Gomes no contexto da 1ª República.

7.      As relações entre Portugal e o Magreb durante a 1ª República.

8. Portimão na obra de Manuel Teixeira Gomes. 

EQUIPA DE INVESTIGADORES

Coordenação – Maria da Graça Alves Mateus Ventura

Investigadores:

1.      Maria da Graça Alves Mateus Ventura, Doutora em Letras pela Universidade de Lisboa (2003)

 2.      Noémia Sequeira Gomes – Mestre em História Contemporânea pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (ao abrigo do convénio ICIA/UALG/FLUL/CMP, 1998).

3.      Mário Machado Fraião – Mestre em História Regional e Local pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (ao abrigo do convénio ICIA/UALG/FLUL/CMP)

4.      Paula Cristina Santos – Mestre em História Contemporânea pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (ao abrigo do convénio ICIA/UALG/FLUL/CMP).

5.      Paulo Girão – Mestre em História Regional e Local pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (ao abrigo do convénio ICIA/UALG/FLUL/CMP). 

6.      Valdemar Fernando Coutinho – Mestre em História da Expansão Portuguesa pela Universidade Nova de Lisboa. 

Consultor: António Ventura (Professor Catedrático de História Contemporânea, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa)

Metodologia do projecto 

I Fase – Diagnóstico

1.      Constituição de uma equipa de investigadores e outra de colaboradores e definição de instrumentos de trabalho, gestão e partilha de informação.

2.      Aproximação ao universo mental de MTG através da leitura das suas obras.

3.      Pesquisa bibliográfica – diagnóstico da situação no que respeita à produção historiográfica.

4.      Identificação dos arquivos e respectivos fundos documentais (Arquivo Distrital de Faro, Arquivo Municipal, Biblioteca Nacional, Arquivo da Assembleia da República).

5.      Constituição de um fundo documental no CDI do ICIA – obras completas de MTG e ensaios e monografias.

6.      Contacto institucional para a identificação das entidades a envolver no projecto. 

II Fase – Investigação – Acção

1.      Investigação de arquivo sobre a família de MTG e sobre os negócios e património.

2.      Análise e interpretação de fontes impressas – cartas, discursos, artigos, depoimentos, ensaios – em função dos vários itens do projecto.

3.      Inventário e fotografia de objectos pessoais de MTG – da iconografia ao mobiliário.

4.      Estabelecimento de contacto directo e institucional com as entidades parceiras no projecto. 

III Fase – Produção

1.      Produção de estudos histórico-culturais comparativos entre os lugares do percurso de MTG (sobretudo Sevilha, Tunísia, Argélia e Portimão).

2.      Elaboração de itinerários culturais e roteiros pedagógicos.

3.      Produção de conteúdos para o blogue e para a página web. 

IV Fase – Divulgação

1.      Publicação regular de artigos na imprensa regional e no site do ICIA pelos investigadores do projecto.

2.      Realização de um curso livre aberto à comunidade com a intervenção da equipa de investigadores.

3.      Edição de uma monografia (obra colectiva).

4.      Edição de roteiros pedagógicos, em colaboração com o Município de Portimão.

5.      Colocação on-line da página web. 


 


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: